Facebook Instagram Twitter YouTube

Alambique Santa Rufina entra no mercado de cachaça super premium

Sebastiana oficializa a entrada do Alambique Santa Justina no mercado de cachaa super premium

Com 60 anos de tradição familiar e 6 premiações internacionais, o Alambique Santa Rufina entra oficialmente no mercado super premium de cachaça com a marca Sebastiana. Depois de quase 4 anos de tramitação em órgãos competentes para adequação de normas e procedimentos pertinentes à produção de destilados no Brasil, o alambique recebeu aprovação para a comercialização da Sebastiana Castanheira e da Sebastiana Carvalho.

As cachaças Sebastiana são reconhecidas com notável qualidade e requinte nos melhores concursos de destilados do mundo. Em julho deste ano, a Sebastiana Carvalho recebeu medalha de prata no International Spirits Challenge de Londres, a competição mais respeitada e influente entre os produtores de destilados que buscam reconhecimento internacional, enquanto a Sebastiana Castanheira recebeu medalha de prata no San Francisco World Spirits Competition em março deste ano.

O ISC – International Spirits Challenge está em seu 20º ano, e tem como princípio básico a avaliação de três áreas-chaves: Sabor, Design & Embalagem e Marketing. A competição tem apoio dos maiores produtores de destilados do mundo e está fundada em um processo de julgamento rigoroso e independente, que incentiva anualmente a manutenção do padrão internacional de qualidade e excelência do segmento. Em 2015 foram mais de 1.000 inscrições, de aproximadamente 70 países.

Para Carlos Alberto Mattos, presidente do Alambique Santa Rufina, ganhar uma medalha no ISC é uma grande conquista, um reconhecimento imensurável. “É muito emocionante ter o seu espírito produtivo reconhecido em uma avaliação às cegas, perante meticuloso painel de juízes experientes.”

Em 2014, a Sebastiana Castanheira foi medalha de ouro no San Francisco World Spirits Competition e no New York World Wine & Spirits Competition, enquanto que a Sebastiana Carvalho recebeu medalha de prata no New York World Spirits e Wine & Spirits Competition e medalha de bronze no International Spirits Challenge de Londres.

Para os apreciadores de cachaça de qualidade, a Sebastiana já pode ser encontrada em algumas das principais gourmet shops da capital paulista, como Eataly, Empório Santa Maria e St Marché (unidades Itaim, Morumbi, Panamby, Mooca, Higienópolis, Alphaville, Chedid Jafet e Alto de Pinheiros) e também disponíveis em dose nas cartas de destilados e/ou drinks de bares e restaurantes como Cão Véio, Sal Gastronomia, Bar Baronesa e Empório Sagarana. No interior paulista, no Empório Santa Therezinha e Museu da Gula, de Ribeirão Preto e Campinas, e em outras cidades, como Analândia, Pirassununga, Jaboticabal, Leme, São João da Boa Vista e Araraquara, entre outras

Sobre as cachaças


Sebastiana Castanheira é uma cachaça envelhecida por no mínimo um ano em barris de Castanheira, madeira nobre brasileira procedente de tanoarias legalizadas e fabricados com madeira certificada. É uma cachaça bem elaborada. Assertiva na escolha da madeira, dourada e cristalina, intensa, com teor alcoólico de 39% de volume alcoólico e com aromas característicos de noz, caramelo, chocolate e especiarias. Uma Senhora cachaça que devido a sua complexidade harmoniza muito bem com carne de cordeiro, caça e queijos.

2015 - Medalhas de Prata no International Spirits Challenge – London (julho)

2014 - Medalhas de Ouro no International Spirits Challenge – London (julho)

2014 - Medalha de Ouro no New York World Wine & Spirits Competition / New York (setembro)

Sebastiana Carvalho Single barrel: O envelhecimento em barris de Carvalho americano de primeiro uso ocorre por pelo menos três anos, e o todo conteúdo do barril, após filtrado e graduado com água desmineralizada é engarrafado sem adição de qualquer outro componente com 40% de volume alcoólico. Com barris e garrafas numeradas, Sebastiana Single Barrel tem aroma suave e adocicado, com camadas elegantes de caramelo e baunilha. No paladar, notas de frutas secas, coco e madeira dão a esta cachaça a maciez aveludada de uma bebida Super Premium. Devido ao seu rico sabor adocicado, harmoniza perfeitamente com aperitivos, pratos leves como frutos do mar e sobremesas.

2015 - Medalha de Prata no San Francisco World Spirits Competition / San Francisco (março)

2014 - Medalha de Bronze no International Spirits Challenge – London (julho)

2014 - Medalha de Prata no New York World Wine & Spirits Competition / New York (setembro)

Diz a lenda..

Na década de 60, a Fazenda Santa Rufina, localizada em Ibaté, cidade do interior do Estado de São Paulo, produzia uma cachaça tão boa que um de seus grandes apreciadores a comparava às pernas de uma bela moça que trabalhava no engenho, de nome Sebastiana. Por essa razão, inicialmente, a cachaça “danada de boa” foi batizada pela família Barros de Perna de Moça. Muito tempo se passou, e no intuito de resgatar mais de 60 anos de tradição, a segunda geração de produtores do Alambique Santa Rufina, lançou sua cachaça super premium com o nome de Sebastiana, também em homenagem à moça de belas pernas



Compartilhar no Twitter

Publicidade