Facebook Instagram Twitter YouTube

Lisboa e a magia de sua música

Lisboa e a magia de sua msica

Lisboa é o berço do Fado, gênero musical que é um dos maiores símbolos da identidade e da tradição do povo português e que hoje se reinventa nas vozes de fadistas contemporâneos.

 

Muito mais do que uma canção, o Fado é a mais pura expressão da “alma” de Lisboa e do sentir português, sempre acompanhado pelos acordes solenes e melancólicos da guitarra portuguesa.

Consagrado e reconhecido internacionalmente, sua sonoridade apresenta um ritmo dotado de uma característica única e marcante, que ilustra em suas letras e interpretações, muitos capítulos do cotidiano e da vida de seus compositores.

O Fado é considerado uma marca indissociável da cultura e tradição da capital lusa há mais de dois séculos, tendo sido distinguido pela UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

 

A história e a geração contemporânea

Não tem como tratar o Fado sem mencionar o nome de Amália Rodrigues (1920-1999). Considerada uma das mais brilhantes cantoras do século XX, Amália tornou-se conhecida mundialmente como a “Rainha do Fado”. Foram mais de cinquenta anos de carreira emprestando sua voz e talento para a composição de aproximadamente 170 álbuns, editados em 30 países, e mais de 30 milhões de cópias vendidas no mundo.

Falecida em 1999, Amália faz parte da herança cultural de Lisboa e de Portugal, sendo a maior embaixadora do Fado no mundo e a principal estrela deste gênero musical. Prova de sua importância é a existência da Fundação Amália Rodrigues (www.amaliarodrigues.pt), em Lisboa, que abriga a Casa-Museu em homenagem a cantora, e do rosto da fadista estar definitivamente gravado, em calçada portuguesa, no bairro de Alfama, em pleno coração de Lisboa. Criado pelo artista de arte urbana Alexandre Farto, a peça, denominada “Calçada”, foi inaugurada em julho deste ano.

Atualmente o gênero é representado e propagado mundialmente por uma geração talentosa, que faz a transição do fado tradicional para o novo fado, apresentando em suas letras e melodias propostas originais e autênticas, sem esquecer sua tradição poética.

Neste cenário vale destacar inicialmente as performances de três cantoras: Mariza, que comtempla o público com o virtuosismo de sua música, Ana Moura, dotada de um volume vocal impecável, e Carminho, cantora e compositora de letras e musicalidade intensa. Elas são consideradas as maiores fadistas da atualidade e com reconhecimento internacional.

A lista dos mais conceituados nomes do Fado português da atualidade traz também o refinado gosto poético de Aldina Duarte, a autenticidade de Camané, a influência cabo-verdiana e alentejana de António Zambujo, o entusiasmo juvenil de Gisela João, a modernidade musical de Cuca Roseta, a voz e a viola de Marco Rodrigues, as releituras clássicas de Pedro Moutinho, e o fado mais alegre e dançante de Raquel Tavares, além do brilho dos veteranos Carlos do Carmo e António Chainho.

 

O Museu do Fado

Para conhecer melhor o universo e a história da canção de Lisboa é imprescindível uma visita ao Museu do Fado, localizado em Alfama. Ao longo da exposição é apresentada a história do fado desde o seu início, no século XIX, até os dias atuais, a evolução técnica da guitarra portuguesa, os ambientes das casas de fado, e o percurso biográfico e artístico de dezenas de fadistas (www.museudofado.pt).

 

As legítimas Casas de Fado

Há quem diga que o Fado só pode ser bem entendido depois de escutado, e para isso é necessário conhecer uma legítima Casa de Fados, em Lisboa. Nestes locais os visitantes ou amantes do gênero poderão vivenciar todo o ambiente e rituais ligados à canção de Lisboa, e escutar esta linguagem feita de emoções.

Nos bairros históricos da cidade encontram-se diversos estabelecimentos que apresentam espetáculos regulares, com artistas residentes. Na região de Alfama os apreciadores poderão visitar as principais casas de fado da cidade: Bacalhau de Molho, Casa de Fado Marquês do Lavradio, Clube de Fado, Taverna d’El Rey e Páteo de Alfama. No Bairro Alto também existem renomados estabelecimentos: A Severa, Café Luso, O Faia, O Forcado. Já na região da Lapa sugere-se uma passagem pelo Sr.Vinho e, em Alcântara, pelo Timpanas.



Compartilhar no Twitter

Publicidade