Facebook Instagram Twitter YouTube

Rede Marolinda inova e lança hostel design

Hostel

José Otávio de Meira Lins é uma figura emblemática no trade turístico pernambucano. Formado em Direito, com pós-graduação em Direito Empresarial pela PUC-SP, é empresário do setor hoteleiro há mais de 30 anos. Iniciou a carreira na área administrativa com o pai e depois fez a opção pela hotelaria quando decidiu inaugurar e operar hotéis.

 

O aguçado olhar pelo desenvolvimento do turismo o levou a atuar como presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH/PE, ABIH nacional e Associação Interamericana de Hotéis. Foi também presidente do Recife Convention & Visitors Bureau (2007-2009/2009-2011), onde liderou a equipe na atração de eventos nacionais e internacionais e viagens de incentivo, além de ter idealizado projetos como ‘Friendly LGBT. Pernambuco Simpatiza com Você’, que capacitou profissionais dos espaços receptivos para bem atender o público LGBT. Recentemente, foi presidente da Câmara de Turismo da Fecomércio-PE (CET-PE).

 

Em sua trajetória sempre fez a opção de mostrar Pernambuco muito além do sol e mar, estimulando órgãos públicos e empresas privadas a explorar a rica diversidade cultural do Estado. Esse amor pela cultura também pode ser percebido nos seus empreendimentos. O Cult Hotel, situado na Avenida Conselheiro Aguiar, pode ser considerado um hotel-galeria de arte. “Não é o Guggenheim, mas se você passear pelos nossos corredores poderá apreciar inúmeros quadros originais. Estamos sempre comprando obras de arte”, afirma. Já o Hotel Des Arts, na Rua Barão de Souza Leão, fica a 1,5km do aeroporto e tem a proposta supereconômica sem perder a essência cultural do Grupo. Cada um dos seis andares homenageia uma face da cena cultural pernambucana.

 

Inquieto, José Otávio agora aposta na reinvenção do Grupo Marolinda. Se no passado foi pioneiro ao investir no setor de eventos e construir sete salões de reunião numa época em que os hotéis não dispunham dessa infraestrutura na cidade, hoje, investiu R$ 300 mil na construção de um novo empreendimento onde antes ficavam os espaços de eventos no Cult Hotel. Trata-se de um hostel design, carimbando cada vez mais o Grupo Marolinda como uma rede de hospedagem econômica.

 

A ideia de investir no hostel veio de um insight e em menos de um mês saiu do papel. “Percebi que o segmento de eventos é hoje uma prática comum na hotelaria local. Era preciso se reinventar, buscar mais rentabilidade em um novo filão. Cancelei toda a pauta de eventos, chamei minha filha, que é arquiteta, e fizemos um projeto. Entraremos em soft opening na primeira quinzena de abril”, explica.

 

O hostel terá diárias a partir de R$ 65. A reinvenção do Grupo passa também pela modernização da marca e investimentos em tecnologia para que no futuro o hóspede, por exemplo, possa fazer a reserva pelo celular. A expectativa do empresário é ter um retorno sobre o investimento nos próximos dois anos. O diferencial do novo equipamento é a localização próximo à beira-mar, à cidade e ao novo porto marítimo, além do conforto e serviços oferecidos, que o tornarão único no segmento na capital pernambucana. Os detalhes do empreendimento serão divulgados na ocasião do lançamento.



Compartilhar no Twitter

Publicidade