Facebook Instagram Twitter YouTube

Movimentação nas viagens organizadas será 28% menor nesta temporada de verão

Dados Dados Dados

Para quase metade das agências de turismo e operadoras turísticas do Brasil (41,2%), a movimentação de viajantes deve ser em média 28,1% menor neste verão, em comparação com o desempenho da temporada passada. A previsão é do Ipeturis – Instituto de Pesquisas, Estudos e Capacitação em Turismo, feita a pedido do Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo (Sindetur-SP).


 

De acordo com Eduardo Nascimento, presidente do Sindetur-SP, a alta do câmbio, o quadro econômico recessivo e a incerteza na política são os principais motivos para o pessimismo. “No entanto, 34,6% das empresas consultadas esperam aumento nas vendas, entre 10% e 30% em relação ao mesmo período do ano passado, justificado pelo adiamento de viagens em razão da Copa do Mundo, fim das eleições e preferência dos viajantes por esta época do ano. Investimento das empresas em divulgação e promoções também está na lista”, explica Nascimento.

Segundo o estudo, os destinos nacionais deverão ser escolhidos por 53,9% dos viajantes, enquanto as rotas internacionais serão preferência para 46,1% dos turistas. Na comparação com a temporada de verão anterior, houve um aumento de 9,3% para os destinos nacionais em relação aos internacionais, motivado pela instabilidade cambial e alta do dólar. 

 

Destinos internacionais

Entre os países mais procurados para esta temporada, destaque para os Estados Unidos (48,1%), seguidos de França (8,5%), México (7,3%), Argentina (6,8%), República Dominicana (5%) e Portugal (4,7%). Destinos como Orlando (19,2%), Miami (15%), Nova York (9,5%), Paris (8,3%) e Cancun (7%), Buenos Aires (6,6%) e Punta Cana (4,9%) foram os cinco mais mencionados espontaneamente pelos entrevistados.

De acordo com a pesquisa, os critérios para escolha de alguns destinos são: Orlando, Miami e Nova York pelos parques temáticos e centros de compras; Paris por seus atrativos culturais; Buenos Aires por oferecer preços acessíveis; Cancun e Punta Cana pelas praias e sol.

 

Destinos nacionais

No caso das viagens nacionais, lideram o ranking de preferência dos turistas os estados do Ceará (17,2%), Bahia (15,9%), Rio Grande do Norte (12,3%), Rio de Janeiro (12,2%) e Alagoas (10,9%). As cidades de Fortaleza (17%), Natal (12,3%), Rio de Janeiro (10,9%), Maceió (10,5%) e Salvador (8,4%) foram mencionadas espontaneamente pelos entrevistados e ocupam as cinco primeiras posições entre os destinos nacionais mais procurados nesta temporada. Os motivos principais são o sol, as praias e os atrativos naturais.

 

Amostra

Para a pesquisa foram entrevistadas 364 empresas de 74 cidades, nos 26 estados brasileiros e Distrito Federal. Agências de viagens que atuam junto ao consumidor final constituem 90,7% da amostra e as demais (9,3%) são operadoras turísticas e consolidadoras, que atuam na produção de viagens organizadas, serviços de receptivo e na comercialização de passagens aéreas.

 

SOBRE O IPETURIS

Fundado e mantido pelo Sindetur-SP, o Ipeturis foi criado em 2002 com a missão de promover pesquisas, estudos e capacitação de mão de obra para o aprimoramento das atividades do segmento de viagens e turismo.

SOBRE O SINDETUR-SP

Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo, fundado há mais de 60 anos, é o representante legal de mais de 7,7 mil empresas de turismo. Além de exercer funções de representação das relações trabalhistas previstas na Constituição, a entidade é foro permanente de estudos e debates da indústria do turismo, na perspectiva do desenvolvimento técnico e econômico.

 


Compartilhar no Twitter

Publicidade