Facebook Instagram Twitter YouTube

Alentejo ganha terceiro título da UNESCO

Alentejo ganha terceiro ttulo da UNESCO Alentejo ganha terceiro ttulo da UNESCO

O cante alentejano, gênero musical típico da maior região de Portugal, foi tombado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Este é o terceiro título recebido pelo Alentejo, já que tanto o centro histórico da encantadora cidade de Évora como as belíssimas Fortificações de Elvas são Patrimônio Mundial.

Caracterizado pela música entoada por grupos de corais que cantam sobre o cotidiano, o amor, o trabalho no campo e a melancolia, o cante é uma das mais belas expressões artísticas do Alentejo. Hoje em dia, os turistas podem ver estes coros trajando roupas típicas e resgatando uma tradição secular única.

A base do projeto que valeu ao cante o título de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO pretende valorizar e salvaguardar um bem que é um dos maiores símbolos da identidade, força e caráter do povo alentejano.

Para o Turismo do Alentejo, a conquista deste selo é, acima de tudo, uma homenagem à região e ao seu povo. É o reconhecimento da grandeza de um bem de identidade singular de um território que se qualifica e ambiciona a certificação, apostando no que é único e diferenciador.

“O selo da UNESCO vai contribuir, em muito, para o processo de internacionalização da região”, diz Vítor Silva, presidente da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo.

Para a entidade de turismo, o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade atribuído ao cante vai permitir alavancar a promoção do destino Alentejo nos diferentes mercados turísticos.

A preparação dos trabalhos técnicos e científicos que sustentaram a candidatura ao Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade tiveram início em 2011 e foram lideradas pela Entidade Regional de Turismo e a Câmara Municipal de Serpa.

Para otimizar a promoção e comercialização destes importantes selos, o Turismo do Alentejo está elaborando um Plano Operacional de Suporte ao Desenvolvimento e Dinamização do produto "Patrimônio da Humanidade no Alentejo”. Faz parte disso a valorização de dinâmicas turísticas como a criação de programas de visitação, edição de livros de prestígio e requalificação de patrimônio edificado. Para o cante, já no próximo ano serão fundadas Casas de Cante e serão criados roteiros em torno desta expressão cultural.



Compartilhar no Twitter

Publicidade