Facebook Instagram Twitter YouTube

Paris Filmes bate recordes

paris Filmes bate recordes

Entre estreias nacionais e internacionais, em 2012 a Paris Filmes e seus parceiros trabalharam para atingir um público com gosto e estilo variado, que buscou tanto diversão como conhecimento. Através deste conceito, distribuiu 41 filmes e encerrou o ano com mais de 28 milhões de ingressos vendidos, conquistando o 1º lugar em Market Share no Brasil.

Dentre os cinco filmes nacionais mais vistos de 2012, quatro foram codistribuição das empresas: Downtown, Globo Filmes, RioFilme e Paris Filmes, (“Até que a Sorte nos Separe”, “E aí, Comeu?”, “Gonzaga – De Pai para Filho”, “De Pernas pro Ar 2”), sendo que este último, ainda em cartaz, alcançou um público de mais de 2,8 milhões de espectadores em três semanas, além de bater o recorde de maior número de salas para um lançamento nacional, 714. O título brasileiro com maior número de espectadores em 2012 foi “Até que a Sorte nos Separe”, com 3,3 milhões de ingressos vendidos.

Em meio aos destaques mundiais de 2012, a Paris Filmes foi responsável pela distribuição dos premiados “O Artista”, "Albert Nobbs", “A Dama de Ferro”, “Para Roma Com Amor” e “O Impossível”.

O crescimento da empresa aumenta a cada ano consideravelmente. Em 2011, a Paris também encerrou como a maior distribuidora independente e a terceira maior em participação de market share no Brasil. Todos esses resultados refletem a enorme lista de filmes bem-sucedidos lançados durante o ano, entre eles, “Meia-Noite em Paris”, do aclamado diretor Woody Allen, “O Discurso do Rei”, vencedor de estatuetas no Oscar incluindo Melhor Filme, e de blockbusters como “Sem Saída” e “A Saga Crepúsculo Amanhecer – Parte 1”.

 

DADOS ANCINE

De acordo com os dados da ANCINE (Agência Nacional do Cinema), que representam de 06 de janeiro de 2012 a 03 de janeiro de 2013, em relação à arrecadação das salas de exibição brasileiras, atingiu-se o recorde histórico de R$ 1,6 bilhão, alta de 12,13% em relação ao ano anterior. O público acumulado também alcançou patamar recorde de 146,4 milhões de espectadores. Foram vendidos 15,5 milhões ingressos para obras brasileiras em 2012, ano que contou com 83 lançamentos nacionais.

O ano de 2012 foi marcado pelo aumento da média de salas ocupadas pelos lançamentos nacionais. Os títulos brasileiros foram lançados, em média, em 63 salas (contra 48 salas em 2011), indicando estratégias de distribuição mais arrojadas de ocupação do mercado.

A Paris Filmes junto com seus parceiros, em 2012, liderou o ranking das distribuidoras, com participação de 18,79% dos ingressos vendidos no ano – um fato inédito no mercado brasileiro nas duas últimas décadas. Com o sucesso da “A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2” (9,4 milhões de espectadores), segunda maior bilheteria de 2012, isoladamente a distribuidora se destacou ao lado dos grupos internacionais (Paramount/Universal, Sony, Fox, Warner, Disney) com 12,04% de participação no mercado.

 

 SAGA CREPÚSCULO

Desde 2004, a Paris Filmes renovou o mercado cinematográfico e alcançou o sucesso como a maior distribuidora independente ao apostar em franquias, entre elas “A Saga Crepúsculo”, que cresceu a cada novo lançamento, encerrando as cinco produções com um público de mais de 31 milhões espectadores.

NÚMEROS SAGA CREPÚSCULO

- SAGA CREPÚSCULO |1.9 milhão

- LUA NOVA | 5.8 milhões

- ECLIPSE | 6.1 milhões

- AMANHECER PARTE 1 | 7 milhões

- AMANHECER PARTE 2 | 10.2 milhões

 

OSCAR 2012

Com vinte indicações e grandes chances de vencer em várias categorias, a Paris Filmes consagrou seu sucesso no Oscar 2012 com os filmes: “O Artista”, “A Dama de Ferro”, “Meia-Noite em Paris” e "Albert Nobbs".

Somente a produção “O Artista” recebeu dez prêmios, entre elas Melhor Filme, Melhor Diretor para Michel Hazanavicius e Melhor Roteiro Original. Além de ter levado os Globos de Ouro de melhor filme de comédia ou musical, melhor ator de comédia para Jean Dujardin e melhor trilha sonora original para Ludovic Bource.

Com Woody Allen em “Meia-Noite em Paris”, as indicações foram para os prêmios de Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.  

“A Dama de Ferro” ficou com o premio de Melhor Atriz para a consagrada Meryl Streep, que disputou com Glenn Close na mesma categoria representando o filme "Albert Nobbs".

 

RECORDES CONQUISTADOS PELA PARIS FILMES EM 2012

  • 1º lugar em market share – distribuidora que mais vendeu ingressos e ultrapassou os 28 milhões;
  • Distribuidora que mais investiu em lançamentos nacionais;
  • Distribuidora do maior lançamento nacional em número de salas – Filme: De Pernas Para o Ar 2 – 714 salas;
  • Distribuidora do maior público em um filme nacional – Até que a Sorte Nos Separe
  • Venda de ingressos antecipados – 600 mil – Filme: Amanhecer - Parte 2;
  • Venda de ingressos em um dia – 1 milhão – Filme: Amanhecer - Parte 2;
  • Venda de ingressos em um final de semana – 2.4 milhões – Filme: Amanhecer - Parte 2;
  • Venda de ingressos na semana fechada – 6 milhões – Filme: Amanhecer Parte - 2.

 

GLOBO DE OURO 2013

Após a divulgação dos indicados ao Globo de Ouro as apostas deste ano já são uma realidade, pois em 14 categorias direcionadas ao cinema, a Paris Filmes concorreu em nove, totalizando dez indicações. Sem que uma única produção dominasse em várias categorias, a 70ª edição do Globo de Ouro foi marcada pela ampla distribuição de prêmios entre os filmes indicados. O filme O LADO BOM DA VIDA”, que recebeu quatro indicações, (Melhor filme - comédia ou musical, Melhor roteiro, Melhor Ator - comédia ou musical por Bradley Cooper), consagrou a jovem de 23 anos Jennifer Lawrence, com o premio de Melhor Atriz de Comédia ou Musical. “O LADO BOM DA VIDA” chega aos cinemas no dia 01 de fevereiro de 2013.

 

OSCAR® 2013

As produções distribuídas pela Paris Filmes totalizaram DOZE indicações ao OSCAR® 2013, entre elas de Melhor Filme e Direção para "O Lado Bom da Vida", de David O. Russell. Já a produção que aborda a polêmica sobre a cientologia, “O Mestre”, do diretor Paul Thomas Anderson recebeu três indicações, todas direcionadas as brilhantes atuações de Joaquin Phoenix, Philip Seymour Hoffman e Amy Adams.

Duas das indicações ao OSCAR® da Paris Filmes serão lançadas no Brasil entre os meses de janeiro e fevereiro de 2013, (“O Mestre” – 25/01/2013 / “O Lado Bom da Vida” – 01/02/2013). “O Impossível”, do diretor J.A. Bayona estreou no circuito nacional no dia 21 de dezembro de 2012.

INDICAÇÕES AO OSCAR® 2013 - DISTRIBUIÇÃO PARIS FILMES


Melhor Filme do Ano

O Lado Bom da Vida (2012).

Melhor direção
David O. Russell, por O Lado Bom da Vida (2012).

Melhor ator em um papel principal
Bradley Cooper em O Lado Bom da Vida (2012);
Joaquin Phoenix para O Mestre (2012).

Melhor atriz em papel principal
Jennifer Lawrence em O Lado Bom da Vida (2012);
Naomi Watts para O Impossível (2012).

Melhor ator coadjuvante
Robert De Niro em O Lado Bom da Vida (2012);
Philip Seymour Hoffman por O Mestre (2012).

Melhor atriz coadjuvante
Amy Adams por O Mestre (2012).
Jacki Weaver por O Lado Bom da Vida (2012).

Melhor roteiro adaptado
O Lado Bom da Vida (2012): David O. Russell.

Melhor edição
O Lado Bom da Vida (2012): Jay Cassidy, Crispin Struthers.

 

CALENDÁRIO 2013

Em 2013, o calendário da Paris Filmes mantém a qualidade e a expectativa de sucesso. Grandes promessas internacionais já estão confirmadas, sendo algumas delas: “O Mestre”, de Paul Thomas Anderson, (do mesmo diretor de SANGUE NEGRO, 2007), “O Lado Bom da Vida”, de David O. Rusell (que conta no elenco com a jovem e talentosa Jennifer Lawrence, além de Bradley Cooper e Robert de Niro), “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese (que após conquistar cinco estatuetas do OSCAR com “A Invenção de Hugo Cabret”, retoma a parceria com o ator Leonardo DiCaprio) e “To the Wonder”, de Terrence Malick (do mesmo diretor de “A Árvore da Vida”).

Já nas produções nacionais, alguns dos destaques são: “Concurso Público”, de Pedro Vasconcelos, “Crô”, de Bruno Barreto, “Meu Passado Me Condena”, de Júlia Rezende e “Minha Mãe é Uma Peça”, de André Pellenz.

Entre as sagas, três grandes apostas estão confirmadas para 2013: “Dezesseis Luas”, de Richard LaGravenese (do mesmo diretor de P.S. Eu Te Amo, 2007 – roteiro baseado no primeiro romance da série best-seller de Kami Garcia & Margaret Stohl), “Instrumentos Mortais”, de Harald Zwart (baseado na trilogia de Cassandra Clare, composta por "City of Bones", "City of Ashes" e "City of Glass") e o segundo filme da franquia Jogos Vorazes, “Em Chamas”, de Francis Lawrence, (do mesmo diretor de “Água para Elefantes”).

 




Compartilhar no Twitter

Publicidade